Pular para o conteúdo

Regulamento Geral de Proteção de Dados - RGPD

Das Pilates Core LOGO

Estamos muito satisfeitos com o seu interesse em nossa empresa. A proteção de dados é de particular importância para a administração da Pilates Core - Paula Cordeiro. O uso dos sites da Pilates Core - Paula Cordeiro é, em princípio, possível sem qualquer divulgação de dados pessoais. No entanto, se uma pessoa afetada desejar utilizar serviços especiais da nossa empresa através do nosso site, poderá ser necessária a utilização de dados pessoais. Se o processamento de dados pessoais for necessário e não houver base legal para tal processamento, geralmente obtemos o consentimento da pessoa afetada.

A empresa Pilates Core - Paula Cordeiro implementou diversas medidas técnicas e organizacionais como responsável pelo processamento, para garantir a proteção mais completa possível dos dados pessoais processados através deste site. No entanto, as transmissões de dados pela Internet podem, em princípio, apresentar lacunas de segurança, de modo que uma proteção absoluta não pode ser garantida. Por esse motivo, cada pessoa afetada tem a opção de nos fornecer dados pessoais também por meios alternativos, como por telefone.

.

1.Definições de termos:

A política de privacidade da Pilates Core - Paula Cordeiro baseia-se nos termos utilizados pelo Legislador Europeu ao emitir o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD). Nossa política de privacidade pretende ser facilmente legível e compreensível tanto para o público em geral quanto para nossos clientes e parceiros de negócios. Para garantir isso, gostaríamos de explicar previamente os termos utilizados.

Nesta declaração de privacidade, usamos, entre outros, os seguintes termos:

  • a) Dados pessoais - Dados pessoais são todas as informações que se referem a uma pessoa natural identificada ou identificável (doravante "pessoa afetada"). Uma pessoa natural identificável é aquela que pode ser identificada, direta ou indiretamente, em particular por referência a um identificador como um nome, um número de identificação, dados de localização, um identificador online ou um ou mais elementos específicos que expressem a identidade física, fisiológica, genética, mental, econômica, cultural ou social dessa pessoa natural.
  • b) Pessoa afetada - Pessoa afetada é qualquer pessoa natural identificada ou identificável, cujos dados pessoais são processados pelo responsável pelo tratamento.
  • c) Processamento - Processamento é qualquer operação ou conjunto de operações realizadas, com ou sem a ajuda de meios automatizados, relacionadas a dados pessoais, tais como coleta, registro, organização, estruturação, armazenamento, adaptação ou alteração, recuperação, consulta, uso, divulgação por transmissão, disseminação ou qualquer outra forma de disponibilização, comparação ou interconexão, restrição, exclusão ou destruição.
  • d) Restrição de processamento - A restrição de processamento é a marcação de dados pessoais armazenados com o objetivo de restringir seu processamento futuro.
  • e) Profiling - O profiling é qualquer tipo de processamento automatizado de dados pessoais que consiste no uso desses dados pessoais para avaliar determinados aspectos pessoais relacionados a uma pessoa natural, especialmente para analisar ou prever aspectos relacionados ao desempenho no trabalho, situação econômica, saúde, preferências pessoais, interesses, confiabilidade, comportamento, localização ou deslocamento dessa pessoa natural.
  • f) Pseudonimização - A pseudonimização é o processamento de dados pessoais de forma que os dados pessoais não possam mais ser atribuídos a uma pessoa específica sem o uso de informações adicionais, desde que essas informações adicionais sejam mantidas separadamente e estejam sujeitas a medidas técnicas e organizacionais que garantam que os dados pessoais não sejam atribuídos a uma pessoa natural identificada ou identificável.
  • g) Responsável pelo tratamento ou controlador - O responsável pelo tratamento ou controlador é a pessoa natural ou jurídica, autoridade, agência ou outra entidade que, sozinha ou em conjunto com outras, determina os fins e meios do processamento de dados pessoais. Se os fins e meios desse processamento forem determinados pelo direito da União ou pelo direito dos Estados-Membros, o controlador ou os critérios específicos para a sua nomeação podem ser previstos pelo direito da União ou pelo direito dos Estados-Membros.
  • h) Processador de dados - Um processador de dados é uma pessoa natural ou jurídica, autoridade, agência ou outra entidade que processa dados pessoais em nome do controlador.
  • i) Destinatário - Um destinatário é uma pessoa natural ou jurídica, autoridade, agência ou outra entidade a quem os dados pessoais são divulgados, independentemente de ser um terceiro ou não. No entanto, as autoridades que, no âmbito de uma investigação específica, ao abrigo do direito da União ou dos Estados-Membros, possam receber dados pessoais, não são consideradas destinatárias.
  • j) Terceiro - Um terceiro é uma pessoa natural ou jurídica, autoridade, agência ou outra entidade que não seja a pessoa afetada, o controlador, o processador de dados e as pessoas autorizadas a processar os dados pessoais sob a responsabilidade direta do controlador ou do processador de dados.
  • k) Consentimento - Consentimento é qualquer manifestação de vontade, específica, informada e inequívoca, pela qual a pessoa afetada, de forma livre e voluntária, concorda com o processamento dos dados pessoais que lhe dizem respeito, seja por declaração ou por uma ação clara afirmativa, para um caso específico.

2. Nome e Endereço do Responsável pelo Tratamento dos Dados

O responsável nos termos do Regulamento Geral de Proteção de Dados, outras leis de proteção de dados aplicáveis nos Estados-Membros da União Europeia e outras disposições com caráter de proteção de dados é:

Pilates Core – Paula Cordeiro

Löwenburgstr. 9

53757 Sankt Augustin

Alemanha

Tel.: +4901783224033

E-Mail: pilatescore.de@gmail.com

3. Coleta de dados e informações gerais

A página da Internet da Pilates Core - Paula Cordeiro recolhe, com cada acesso à página da Internet por parte de uma pessoa afetada ou de um sistema automatizado, uma série de dados e informações gerais. Estes dados e informações gerais são armazenados nos arquivos de log do servidor. Podem ser recolhidos (1) tipos e versões de navegadores utilizados, (2) o sistema operacional utilizado pelo sistema de acesso, (3) a página da Internet a partir da qual um sistema de acesso alcança a nossa página da Internet (referido como "referrer"), (4) as subpáginas acessadas através de um sistema de acesso na nossa página da Internet, (5) a data e a hora de acesso à página da Internet, (6) um endereço de Protocolo de Internet (IP), (7) o provedor de serviços de Internet do sistema de acesso e (8) outros dados e informações semelhantes que servem para prevenir riscos no caso de ataques aos nossos sistemas de tecnologia da informação.

Ao utilizar esses dados e informações gerais, a Pilates Core - Paula Cordeiro não faz inferências sobre a pessoa afetada. Essas informações são necessárias para (1) fornecer corretamente o conteúdo do nosso site, (2) otimizar o conteúdo do nosso site e a publicidade para o mesmo, (3) garantir o funcionamento contínuo dos nossos sistemas de tecnologia da informação e da tecnologia do nosso site e (4) fornecer às autoridades policiais as informações necessárias para a aplicação da lei no caso de um ciberataque. Esses dados e informações anonimamente coletados são avaliados pela Pilates Core - Paula Cordeiro com o objetivo de aumentar a proteção de dados e a segurança da informação em nossa empresa, visando, em última análise, garantir um nível ideal de proteção para os dados pessoais que processamos. Os dados anônimos dos arquivos de log do servidor são armazenados separadamente de todos os dados pessoais fornecidos por uma pessoa afetada.

4. Contato através do site da Internet

A página da Internet da Pilates Core - Paula Cordeiro contém, de acordo com as disposições legais, informações que permitem um contato eletrônico rápido com a nossa empresa, incluindo um endereço de e-mail geral. Se uma pessoa afetada entrar em contato com o responsável pelo tratamento por e-mail ou através de um formulário de contato na página da Internet, os dados pessoais fornecidos pela pessoa afetada serão automaticamente armazenados. Os dados pessoais fornecidos voluntariamente por uma pessoa afetada ao responsável pelo tratamento serão armazenados para fins de processamento ou comunicação com a pessoa afetada. Não haverá divulgação desses dados pessoais a terceiros.

5. Rotina de exclusão e bloqueio de dados pessoais

O responsável pelo tratamento processa e armazena os dados pessoais da pessoa afetada apenas pelo tempo necessário para alcançar a finalidade da armazenagem, ou conforme estabelecido pelo Legislador Europeu ou por outro legislador em leis ou regulamentos aos quais o responsável pelo tratamento está sujeito.

Se a finalidade do armazenamento não se aplicar mais ou se expirar o período de retenção prescrito pelo Legislador Europeu ou por outro legislador competente, os dados pessoais serão rotineiramente bloqueados ou excluídos de acordo com os requisitos legais.

6. Direitos da pessoa afetada

  • a) Direito à confirmação: Toda pessoa afetada tem o direito, concedido pelo Legislador Europeu, de solicitar ao responsável pelo tratamento a confirmação de se os dados pessoais que a dizem respeito estão sendo processados. Se uma pessoa afetada deseja exercer este direito de confirmação, ela pode entrar em contato com um funcionário do responsável pelo tratamento a qualquer momento.
  • b) Direito à informação: Toda pessoa afetada pelo processamento de dados pessoais tem o direito, concedido pelo Legislador Europeu, de obter do responsável pelo tratamento, a qualquer momento e gratuitamente, informações sobre os dados pessoais armazenados sobre ela e uma cópia dessas informações. Além disso, o Legislador Europeu concedeu à pessoa afetada o direito de obter as seguintes informações:
    • os propósitos do processamento - as categorias de dados pessoais que estão sendo processadas - os destinatários ou categorias de destinatários aos quais os dados pessoais foram ou serão divulgados, especialmente em relação a destinatários em países terceiros ou organizações internacionais - se possível, a duração planejada para a qual os dados pessoais serão armazenados, ou, se isso não for possível, os critérios para determinar essa duração - a existência de um direito de retificação ou exclusão dos dados pessoais em questão, ou de restrição ao processamento pelo responsável pelo tratamento, ou de objeção a tal processamento - a existência de um direito de reclamação perante uma autoridade supervisora - se os dados pessoais não foram obtidos da pessoa em questão: todas as informações disponíveis sobre a origem dos dados - a existência de tomada de decisão automatizada, incluindo perfilagem de acordo com o artigo 22, parágrafos 1 e 4 do GDPR, e, pelo menos nesses casos, informações significativas sobre a lógica envolvida, bem como a extensão e os efeitos previstos de tal processamento para a pessoa em questão.
    Além disso, a pessoa afetada tem o direito de ser informada se os dados pessoais foram transferidos para um país terceiro ou para uma organização internacional. Se for esse o caso, a pessoa afetada também tem o direito de receber informações sobre as garantias apropriadas relacionadas à transferência. Se uma pessoa afetada desejar exercer esse direito de informação, ela pode entrar em contato com um funcionário responsável pelo tratamento a qualquer momento.
  • c) Direito de retificação: Toda pessoa afetada pelo processamento de dados pessoais tem o direito, concedido pelo Legislador Europeu, de solicitar a retificação imediata dos dados pessoais imprecisos que a dizem respeito. Além disso, a pessoa afetada tem o direito, levando em consideração as finalidades do processamento, de solicitar a complementação de dados pessoais incompletos - inclusive por meio de uma declaração complementar. Se uma pessoa afetada desejar exercer esse direito de retificação, ela pode entrar em contato com um funcionário responsável pelo tratamento a qualquer momento.
  • d) Direito ao apagamento (Direito ao esquecimento): Toda pessoa afetada pelo processamento de dados pessoais tem o direito, concedido pelo Legislador Europeu, de solicitar ao responsável pelo tratamento que os dados pessoais que a dizem respeito sejam apagados imediatamente, caso um dos seguintes motivos seja aplicável e na medida em que o processamento não seja necessário:
    • Os dados pessoais foram coletados ou processados para fins que já não são necessários. A pessoa afetada revogou o consentimento no qual o processamento se baseava de acordo com o Artigo 6(1)(a) do RGPD ou o Artigo 9(2)(a) do RGPD, e não existe outra base legal para o processamento. A pessoa afetada apresentou objeção ao processamento de acordo com o Artigo 21(1) do RGPD, e não há motivos legítimos predominantes para o processamento, ou a pessoa afetada apresentou objeção ao processamento de acordo com o Artigo 21(2) do RGPD. Os dados pessoais foram processados de forma ilegal. A exclusão dos dados pessoais é necessária para cumprir uma obrigação legal estabelecida pelo direito da União Europeia ou pelas leis dos Estados-Membros aos quais o responsável está sujeito. Os dados pessoais foram coletados em relação aos serviços da sociedade da informação conforme o Artigo 8(1) do RGPD.
    Caso uma das razões mencionadas acima seja aplicável e uma pessoa afetada queira solicitar a exclusão dos dados pessoais armazenados pela Pilates Core – Paula Cordeiro, ela pode entrar em contato com um funcionário responsável pelo tratamento a qualquer momento. O funcionário da Pilates Core – Paula Cordeiro tomará as medidas necessárias para atender prontamente à solicitação de exclusão. Se os dados pessoais foram divulgados publicamente pela Pilates Core – Paula Cordeiro e nossa empresa é responsável pela exclusão dos dados pessoais de acordo com o Artigo 17(1) do RGPD, a Pilates Core – Paula Cordeiro, considerando a tecnologia disponível e os custos de implementação, tomará medidas adequadas, incluindo medidas técnicas, para informar outros responsáveis pelo processamento de dados que processam os dados pessoais divulgados sobre a solicitação da pessoa afetada para excluir todos os links para esses dados pessoais, ou cópias ou reproduções desses dados pessoais, na medida em que o processamento não seja necessário. O funcionário da Pilates Core – Paula Cordeiro tomará as medidas necessárias caso a caso.
  • e) Direito à restrição do processamento: Toda pessoa afetada pelo processamento de dados pessoais tem o direito, concedido pelo Legislador Europeu, de solicitar ao responsável pelo tratamento a restrição do processamento quando uma das seguintes condições for atendida:
    • A precisão dos dados pessoais é contestada pela pessoa afetada, por um período que permite ao responsável pelo tratamento verificar a precisão dos dados pessoais. O processamento é ilegal, a pessoa afetada se opõe à exclusão dos dados pessoais e, em vez disso, solicita a restrição do uso dos dados pessoais. O responsável pelo tratamento não precisa mais dos dados pessoais para os fins do processamento, mas a pessoa afetada os necessita para a afirmação, exercício ou defesa de reivindicações legais. A pessoa afetada apresentou objeção ao processamento de acordo com o Artigo 21(1) do RGPD e ainda não está claro se os motivos legítimos do responsável pelo tratamento prevalecem sobre os da pessoa afetada.
    Caso uma das condições mencionadas acima seja atendida e uma pessoa afetada queira solicitar a restrição dos dados pessoais armazenados pela Pilates Core – Paula Cordeiro, ela pode entrar em contato com um funcionário responsável pelo tratamento a qualquer momento. O funcionário da Pilates Core – Paula Cordeiro tomará as medidas necessárias para restringir o processamento dos dados.
  • f) Direito à portabilidade dos dados: Toda pessoa afetada pelo processamento de dados pessoais tem o direito, concedido pelo Legislador Europeu, de receber os dados pessoais que lhe dizem respeito e que foram fornecidos a um responsável pelo tratamento, em um formato estruturado, comumente utilizado e legível por máquina. Ela também tem o direito de transmitir esses dados a outro responsável pelo tratamento sem impedimentos, desde que o processamento seja baseado no consentimento conforme o Artigo 6(1)(a) do RGPD ou no Artigo 9(2)(a) do RGPD, ou em um contrato conforme o Artigo 6(1)(b) do RGPD, e o processamento seja realizado por meios automatizados, desde que o processamento não seja necessário para o desempenho de uma tarefa realizada no interesse público ou no exercício da autoridade pública atribuída ao responsável pelo tratamento. Além disso, ao exercer seu direito à portabilidade dos dados conforme o Artigo 20(1) do RGPD, a pessoa afetada tem o direito de obter que os dados pessoais sejam transmitidos diretamente de um responsável pelo tratamento para outro, na medida do tecnicamente possível e desde que isso não afete os direitos e liberdades de outras pessoas. Para exercer o direito à portabilidade dos dados, a pessoa afetada pode entrar em contato com um funcionário da Pilates Core – Paula Cordeiro a qualquer momento.
  • g) Direito de Oposição: Toda pessoa afetada pelo processamento de dados pessoais tem o direito, concedido pelo Legislador Europeu, de se opor a qualquer momento, por motivos relacionados com sua situação particular, ao processamento dos dados pessoais que lhe digam respeito, baseado no artigo 6º, parágrafos 1º, alíneas e ou f do RGPD, incluindo a definição de perfis com base nestas disposições. A Pilates Core – Paula Cordeiro não processará mais os dados pessoais no caso de objeção, a menos que possamos demonstrar motivos legítimos convincentes para o processamento que prevaleçam sobre os interesses, direitos e liberdades da pessoa afetada, ou o processamento seja para fins de alegação, exercício ou defesa de reivindicações legais. Se a Pilates Core – Paula Cordeiro processar dados pessoais para fins de marketing direto, a pessoa afetada tem o direito de se opor a qualquer momento ao processamento dos dados pessoais para tais fins publicitários. Isso também se aplica à definição de perfis, na medida em que esteja relacionada com tal publicidade direta. Se a pessoa afetada se opuser ao processamento pela Pilates Core – Paula Cordeiro para fins de marketing direto, a Pilates Core – Paula Cordeiro não processará mais os dados pessoais para esses fins. Além disso, a pessoa afetada tem o direito, por motivos relacionados com sua situação particular, de se opor ao processamento dos dados pessoais que lhe dizem respeito, realizado pela Pilates Core – Paula Cordeiro para fins de pesquisa científica ou histórica, ou para fins estatísticos, de acordo com o artigo 89º, parágrafo 1º do RGPD, a menos que o processamento seja necessário para o desempenho de uma tarefa realizada no interesse público. Para exercer o direito de oposição, a pessoa afetada pode contatar diretamente qualquer funcionário da Pilates Core – Paula Cordeiro ou outro funcionário. A pessoa afetada também tem o direito, no contexto da utilização de serviços da sociedade da informação, independentemente da Diretiva 2002/58/CE, de exercer o seu direito de oposição por meio de processos automatizados nos quais são utilizadas especificações técnicas.
  • h) Decisões automatizadas no caso individual, incluindo a elaboração de perfis: Toda pessoa afetada pelo processamento de dados pessoais tem o direito, concedido pelo Legislador Europeu, de não ser sujeita a uma decisão baseada exclusivamente no processamento automatizado — incluindo a elaboração de perfis — que produza efeitos jurídicos em relação a ela ou afete-a significativamente de forma similar, exceto se a decisão (1) for necessária para a celebração ou execução de um contrato entre a pessoa afetada e o responsável pelo tratamento, ou (2) for permitida por legislação da União ou dos Estados-Membros à qual o responsável pelo tratamento esteja sujeito, e essa legislação contiver medidas adequadas para proteger os direitos, liberdades e interesses legítimos da pessoa afetada, ou (3) for tomada com o consentimento explícito da pessoa afetada. Se a decisão (1) for necessária para a celebração ou execução de um contrato entre a pessoa afetada e o responsável pelo tratamento, ou (2) for tomada com o consentimento explícito da pessoa afetada, a Pilates Core – Paula Cordeiro tomará medidas adequadas para proteger os direitos, liberdades e interesses legítimos da pessoa afetada, incluindo, pelo menos, o direito de obter intervenção humana por parte do responsável, expressar o seu ponto de vista e contestar a decisão. Se a pessoa afetada desejar exercer direitos relacionados com decisões automatizadas, poderá fazê-lo a qualquer momento, entrando em contato com um funcionário responsável pelo tratamento dos dados.
  • i) Direito de retirar o consentimento para o processamento de dados pessoais: Toda pessoa afetada pelo processamento de dados pessoais tem o direito, concedido pelo Legislador Europeu, de retirar o consentimento para o processamento de dados pessoais a qualquer momento. Se a pessoa afetada desejar exercer o seu direito de retirar o consentimento, pode fazê-lo a qualquer momento, entrando em contato com um funcionário responsável pelo tratamento dos dados.

7. Disposições de Proteção de Dados para Uso e Utilização de Serviços do Facebook

O responsável pelo processamento incorporou componentes de serviços de mídia social nesta página da Internet, como por exemplo Facebook

"Uma rede social é um ponto de encontro social operado na internet, uma comunidade online que geralmente permite aos usuários comunicarem entre si e interagirem no espaço virtual. Uma rede social pode servir como plataforma para troca de opiniões e experiências, ou permite à comunidade online fornecer informações pessoais ou relacionadas a empresas. O Facebook permite aos usuários da rede social criar perfis privados, carregar fotos e se conectar por meio de solicitações de amizade, entre outras funcionalidades."

A empresa operadora do Facebook é a Facebook, Inc., 1 Hacker Way, Menlo Park, CA 94025, EUA. Para os fins do processamento de dados pessoais, se uma pessoa afetada reside fora dos EUA ou do Canadá, o responsável pelo processamento é a Facebook Ireland Ltd., 4 Grand Canal Square, Grand Canal Harbour, Dublin 2, Irlanda.

Por meio de cada acesso a uma das páginas individuais deste site, operado pelo responsável pelo processamento e no qual um componente do Facebook (plug-in do Facebook) foi integrado, o navegador da Internet no sistema de tecnologia da informação da pessoa afetada é automaticamente levado pelo respectivo componente do Facebook a baixar uma representação do componente do Facebook correspondente do Facebook. Uma visão geral de todos os plug-ins do Facebook pode ser acessada em https://developers.facebook.com/docs/plugins/?locale=de_DE. Como parte desse procedimento técnico, o Facebook recebe conhecimento sobre qual subpágina específica do nosso site está sendo visitada pela pessoa afetada.

Caso a pessoa afetada esteja simultaneamente conectada ao Facebook, o Facebook reconhece, a cada visita à nossa página da internet pela pessoa afetada e durante toda a duração da visita à nossa página, quais subpáginas específicas da nossa página a pessoa afetada está visitando. Essas informações são coletadas pelo componente do Facebook e associadas pela própria rede social à conta do Facebook da pessoa afetada. Se a pessoa afetada clicar em um dos botões do Facebook integrados à nossa página, como o botão "Curtir", ou deixar um comentário, o Facebook atribuirá essas informações à conta pessoal do Facebook da pessoa afetada e armazenará esses dados pessoais.

O Facebook sempre recebe informações através do componente do Facebook quando a pessoa afetada visita nosso site, desde que esteja conectada ao Facebook no momento da visita, independentemente de clicar no componente do Facebook ou não. Se a pessoa afetada não deseja que essas informações sejam transmitidas ao Facebook, pode evitar isso fazendo logout de sua conta do Facebook antes de acessar nosso site.

A política de dados publicada pelo Facebook, disponível em https://pt-br.facebook.com/about/privacy/, fornece informações sobre a coleta, processamento e uso de dados pessoais pelo Facebook. Além disso, explica as opções de configuração que o Facebook oferece para proteger a privacidade da pessoa afetada. Além disso, existem diferentes aplicativos disponíveis que permitem bloquear a transmissão de dados para o Facebook. Esses aplicativos podem ser utilizados pela pessoa afetada para bloquear a transmissão de dados para o Facebook.

8. Disposições de Proteção de Dados para Uso e Utilização de Serviços do Instagram

O responsável pelo processamento integrou nesta página da internet componentes do serviço Instagram. O Instagram é um serviço que pode ser classificado como uma plataforma audiovisual, que permite aos usuários compartilhar fotos e vídeos, além de possibilitar a disseminação desses dados em outras redes sociais.

A empresa operadora dos serviços do Instagram é a Facebook Ireland Ltd., localizada em 4 Grand Canal Square, Grand Canal Harbour, Dublin 2, Irlanda.

Por meio de cada acesso a uma das páginas individuais deste site, operado pelo responsável pelo processamento, e em que um componente do Instagram (botão do Instagram) foi integrado, o navegador da internet no sistema de tecnologia da informação da pessoa afetada é automaticamente instigado pelo respectivo componente do Instagram a baixar uma representação do componente correspondente do Instagram. Como parte desse procedimento técnico, o Instagram recebe informações sobre qual página específica do nosso site foi visitada pela pessoa afetada.

Caso a pessoa afetada esteja simultaneamente conectada ao Instagram, o Instagram reconhece, a cada acesso à nossa página da internet pela pessoa afetada e durante toda a duração da respectiva visita à nossa página da internet, qual página específica está sendo acessada pela pessoa afetada. Essas informações são coletadas pela componente do Instagram e associadas pela Instagram à conta do Instagram da pessoa afetada. Se a pessoa afetada clicar em um dos botões do Instagram integrados à nossa página da internet, os dados e informações transferidos serão associados à conta pessoal do Instagram da pessoa afetada e armazenados e processados pelo Instagram.

O Instagram recebe informações sobre a visita da pessoa afetada à nossa página da internet sempre que a pessoa estiver conectada ao Instagram no momento do acesso à nossa página da internet, independentemente de a pessoa clicar ou não na componente do Instagram. Se a pessoa afetada não desejar essa transmissão de informações ao Instagram, ela pode evitar isso desconectando-se de sua conta do Instagram antes de acessar nossa página da internet.

Mais informações e as políticas de privacidade aplicáveis do Instagram podem ser encontradas em https://help.instagram.com/155833707900388 e https://www.instagram.com/about/legal/privacy/.

9. Disposições de Proteção de Dados para Uso e Utilização de Serviços do Matomo (ferramenta inativa no momento)

O responsável pelo processamento incorporou na presente página web o componente Matomo. O Matomo é uma ferramenta de software de código aberto para análise da web. A análise da web envolve a recolha, o armazenamento e a avaliação de dados sobre o comportamento dos visitantes de páginas web. Uma ferramenta de análise da web recolhe, entre outros, dados sobre de que página web uma pessoa afetada veio para uma página web (referenciador), a que subpáginas da página web acedeu ou com que frequência e durante quanto tempo uma subpágina foi visualizada. A análise da web é principalmente usada para otimizar uma página web e para análise de custo-benefício da publicidade na Internet.

O software é operado nos servidores do responsável pelo processamento, e os arquivos de log sensíveis em termos de privacidade são armazenados exclusivamente neste servidor.

O objetivo do componente Matomo é analisar os fluxos de visitantes em nosso site. O responsável pelo processamento utiliza os dados e informações obtidos, entre outras coisas, para avaliar o uso deste site, a fim de compilar relatórios online que demonstram as atividades em nossas páginas da web.

O Matomo coloca um cookie no sistema de tecnologia da informação da pessoa afetada. O que são cookies já foi explicado anteriormente. Com a configuração do cookie, nos é permitida uma análise do uso de nosso site. A cada chamada de uma das páginas individuais deste site, o navegador da web no sistema de tecnologia da informação da pessoa afetada é automaticamente incentivado pelo componente Matomo a transmitir dados para análise online para nosso servidor. Como parte desse processo técnico, obtemos conhecimento de dados pessoais, como o endereço IP da pessoa afetada, que nos ajuda, entre outras coisas, a rastrear a origem dos visitantes e cliques.

Por meio do cookie, informações pessoais, como o horário de acesso, a localização de onde ocorreu o acesso e a frequência das visitas ao nosso site, são armazenadas. Em cada visita às nossas páginas da web, esses dados pessoais, incluindo o endereço IP da conexão de internet usada pela pessoa afetada, são transmitidos ao nosso servidor. Esses dados pessoais são armazenados por nós. Não compartilhamos esses dados pessoais com terceiros.

A pessoa afetada pode evitar a configuração de cookies em nosso site a qualquer momento, como já mencionado, por meio de uma configuração apropriada do navegador da Internet utilizado, e assim se opor permanentemente à configuração de cookies. Tal configuração do navegador da Internet utilizado também impediria que o Matomo configurasse um cookie no sistema de tecnologia da informação da pessoa afetada. Além disso, um cookie já configurado pelo Matomo pode ser excluído a qualquer momento por meio de um navegador da Internet ou outros programas de software.

Além disso, a pessoa em questão tem a possibilidade de opor-se e evitar a coleta dos dados gerados pelo Matomo relacionados ao uso deste site. Para isso, a pessoa em questão deve configurar o "Do Not Track" em seu navegador.

Ao configurar o Opt-Out-Cookie, no entanto, existe a possibilidade de que os sites do responsável pelo processamento não sejam mais totalmente utilizáveis pela pessoa em questão.

Mais informações e as políticas de privacidade aplicáveis ao Matomo podem ser encontradas em https://matomo.org/privacy/.

9. Disposições de Proteção de Dados para Uso e Utilização de Serviços do YouTube

O responsável pelo processamento incorporou componentes do YouTube nesta página da web. O YouTube é um portal de vídeo na Internet que permite aos editores de vídeo publicar clipes de vídeo gratuitamente e aos usuários visualizá-los, avaliá-los e comentá-los também gratuitamente. O YouTube permite a publicação de todos os tipos de vídeos, incluindo programas de televisão e filmes completos, bem como vídeos musicais, trailers ou vídeos feitos pelos próprios usuários, que podem ser acessados através do portal na Internet.

A empresa operadora do YouTube é a Google Ireland Limited, Gordon House, Barrow Street, Dublin, D04 E5W5, Irlanda.

A cada acesso a uma das páginas individuais deste site, operado pelo responsável pelo processamento, e em que um componente do YouTube (vídeo do YouTube) foi integrado, o navegador da web no sistema de tecnologia da informação da pessoa em questão é automaticamente induzido pelo componente do YouTube correspondente a baixar uma representação do YouTube relevante do YouTube. Mais informações sobre o YouTube podem ser encontradas em https://www.youtube.com/yt/about/de/. Como parte desse processo técnico, o YouTube e o Google recebem informações sobre qual página específica do nosso site a pessoa afetada está visitando.

Caso a pessoa afetada esteja conectada ao YouTube ao mesmo tempo, o YouTube reconhece, ao acessar uma subpágina que contenha um vídeo do YouTube, qual página específica do nosso site a pessoa afetada está visitando. Essas informações são coletadas pelo YouTube e pelo Google e associadas à conta do YouTube da pessoa afetada.

O YouTube e o Google recebem através do componente do YouTube uma informação sempre que a pessoa afetada visita nosso site, caso ela esteja conectada ao YouTube no momento da visita, independentemente de ela clicar ou não em um vídeo do YouTube. Se a pessoa afetada não deseja essa transmissão de informações ao YouTube e ao Google, ela pode evitar isso desconectando-se de sua conta do YouTube antes de acessar nosso site.

As políticas de privacidade publicadas pelo YouTube, acessíveis em https://www.google.de/intl/de/policies/privacy/, fornecem informações sobre a coleta, processamento e uso de dados pessoais pelo YouTube e pelo Google.

11. A base legal para o processamento de dados pessoais

Art. 6 I alínea a do RGPD serve como base legal para a nossa empresa para processos de tratamento nos quais obtemos consentimento para um propósito de tratamento específico. Se o tratamento de dados pessoais for necessário para a execução de um contrato do qual a pessoa em questão é parte, como é o caso de processos de tratamento necessários para a entrega de bens ou a prestação de outro serviço ou contraprestação, então o tratamento é baseado no Art. 6 I alínea b do RGPD. O mesmo se aplica a processos de tratamento que são necessários para a realização de medidas pré-contratuais, como em casos de consultas sobre nossos produtos ou serviços. Se a nossa empresa estiver sujeita a uma obrigação legal pela qual o tratamento de dados pessoais se torne necessário, como por exemplo para cumprir obrigações fiscais, então o tratamento é baseado no Art. 6 I alínea c do RGPD. Em casos raros, o tratamento de dados pessoais pode ser necessário para proteger interesses vitais da pessoa em questão ou de outra pessoa natural. Isso seria o caso, por exemplo, se um visitante em nossa empresa fosse ferido e, consequentemente, seu nome, idade, dados do seguro de saúde ou outras informações vitais tivessem que ser passadas a um médico, hospital ou outros terceiros. Então o tratamento seria baseado no Art. 6 I alínea d do RGPD. Finalmente, processos de tratamento podem ser baseados no Art. 6 I alínea f do RGPD. Esta base legal aplica-se a processos de tratamento que não são cobertos por nenhuma das bases legais mencionadas acima, quando o tratamento é necessário para salvaguardar um interesse legítimo da nossa empresa ou de um terceiro, desde que os interesses, direitos fundamentais e liberdades fundamentais da pessoa em questão não prevaleçam. Tais processos de processamento são particularmente permitidos para nós porque foram mencionados especificamente pelo legislador europeu. Nesse sentido, ele considerou que um interesse legítimo poderia ser assumido se a pessoa em questão for um cliente do controlador (considerando 47, frase 2 do GDPR).

12. Interesses legítimos no processamento, perseguidos pelo controlador ou por terceiros

A base para o processamento de dados pessoais no Artigo 6 I lit. f GDPR é o nosso interesse legítimo na condução de nossos negócios em benefício do bem-estar de todos os nossos funcionários e acionistas.

13. Duração pelo qual os dados pessoais são armazenados

O critério para a duração do armazenamento de dados pessoais é o prazo legal específico. Após o término desse prazo, os dados correspondentes são rotineiramente excluídos, desde que não sejam mais necessários para o cumprimento do contrato ou para o estabelecimento de um contrato.

14. Disposições legais ou contratuais para fornecer dados pessoais; necessidade de celebrar um contrato; obrigação da pessoa em questão de fornecer os dados pessoais; possíveis consequências da não fornecimento.

Esclarecemos que o fornecimento de dados pessoais é, em parte, legalmente obrigatório (por exemplo, regulamentos fiscais) ou pode resultar de disposições contratuais (por exemplo, informações sobre o parceiro contratual). Em alguns casos, pode ser necessário fornecer dados pessoais para celebrar um contrato conosco. A pessoa afetada é obrigada a fornecer dados pessoais, por exemplo, quando nossa empresa celebra um contrato com ela. A não disponibilização dos dados pessoais resultaria na impossibilidade de celebrar o contrato com a pessoa afetada. Antes de fornecer dados pessoais, a pessoa afetada deve entrar em contato com um de nossos funcionários. Nosso funcionário informará individualmente a pessoa afetada se o fornecimento dos dados pessoais é legalmente ou contratualmente obrigatório ou necessário para a celebração do contrato, e quais seriam as consequências da não disponibilização dos dados pessoais.

15. Existência de tomada de decisão automatizada

Como uma empresa responsável, renunciamos à tomada de decisões automáticas ou ao perfilamento.

Esta Política de Privacidade foi elaborada através do gerador de Políticas de Privacidade da Sociedade de Política de Privacidade GmbH., die als Externer Datenschutzbeauftragter Oberpfalz tätig ist, in Kooperation mit dem Anwalt für Datenschutz Christian Solmecke erstellt.

PT